PORQUÊ TROCAR ÓLEO MOTOR

Óleo do motor:  em média, o ideal é verificar o nível de óleo do motor a cada abastecimento. O procedimento deve ser feito com o carro parado há mais de cinco minutos em um terreno plano para que não aconteça um erro de leitura.  “O prazo para a troca do óleo é diferente para cada modelo. Por isso, o ideal é sempre consultar o Manual do Proprietário”, ressalta o técnico. Geralmente, em condições de rodagem ideal, a troca é aconselhada a cada 10 mil a  15 mil quilômetros (ou um ano). Esse prazo pode cair para 5 mil ou 7 mil quilômetros (ou seis meses) quando o carro é submetido a condições adversas, como no trânsito caótico das grandes cidades, superfícies irregulares e altas temperaturas.

01

Preparamos algumas dicas de manutenção para seu carro

DICAS DE MANUTENÇÃO

02

PNEUS, QUANDO CALIBRAR?

O correto é calibrar os pneus a cada 15 dias. Sempre com pneus frios, ou seja, tendo rodado no máximo 3 quilômetros. A pressão deve ser sempre a recomendada pelo fabricante do veículo, que em alguns carros está fixada na porta do motorista. Se não for o caso, no manual está descrita a pressão adequada. Vale lembrar alguns cuidados a serem tomados pelos motoristas, que são o balanceamento e alinhamento a cada cinco mil quilômetros e o rodízio de pneus que deve ser feito a cada 10 mil quilômetros. 

03

ADITIVO RADIADOR, PRA QUE SERVE?

Possui três funções: evitar o congelamento a zero grau, evitar a ebulição (fervura) a 100 graus e, principalmente, lubrificar todas as peças por onde a água tenha contato, são elas: válvula termostática, radiador, bomba d’água e sensor de temperatura. Usar apenas a água de torneira (contendo cloro) pode causar danos significativos após cinco anos de uso. Toda a água do sistema de arrefecimento e o aditivo devem ser trocados a cada 20 mil km rodados ou dois anos.

04

HIGIENIZAÇÃO DO AR-CONDICIONADO

Muita gente sofre com a falta de higienização do ar-condicionado e não se lembra de substituir o filtro e higienizar os dutos. As crianças são as principais vítimas de fungos e bactérias que se alojam nesse sistema. A cada 10 mil km ou um ano, é importante fazer a manutenção.

05

VELA IGNIÇÃO QUANDO SUBSTITUIR

Apesar de o seu carro não falhar, as velas de ignição devem ser trocadas a cada 30.000km, pois a faísca (arco voltaico) que elas produzem perdem intensidade e deixam de queimar parte do combustível que entra na câmara de combustão. Assim, elas aumentam o consumo e diminuem a potência do motor. A regra vale para a grande maioria dos carros, mas alguns exigem a troca aos 80 mil km – por isso, é importante consultar o manual do proprietário.

   Ancar Centro Automotivo 71.3231-0651